Túlio Gadêlha toma posse em Brasília com presença de Fátima Bernardes…

0
87

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O deputado federal Túlio Gadêlha, 31, tomou posse em Brasília, nesta sexta-feira (1º), com a presença da namorada, a apresentadora da Globo Fátima Bernardes, 56.

Nas redes sociais, o casal compartilhou momentos da posse. “Minha primeira-dama feliz da vida”, escreveu Túlio Gadêlha na legenda de uma foto espontânea em que aparece sendo abraçado pela namorada. Já Fátima Bernardes divulgou uma outra imagem em que aparece posando ao lado de familiares do político recém-empossado.

Advogado pernambucano, Túlio Gadêlha foi eleito em 2018 com mais de 75 mil votos seu estado. Ele é filiado ao PDT, partido que teve Ciro Gomes como candidato à Presidência.

Na época, Fátima Bernardes doou R$ 5.000, segundo informações do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), para a campanha de Túlio Gadêlha. O valor era menor apenas do que aquele repassado pela direção nacional do PDT, R$ 50 mil.

DESCULPAS DE ALEXANDRE FROTA

Nesta quinta-feira (31), um dia antes da posse, Túlio Gadêlha se encontrou com com Alexandre Frota (PSL), também eleito deputado federal, durante o café da manhã do hotel em que estão hospedados, em Brasília.

Sem especificar o motivo, Túlio Gadêlha disse que foi surpreendido “por um pedido de desculpas de Alexandre Frota”.

“Faltando um dia para iniciar os trabalhos na Câmara, no café da manhã do hotel, olha quem veio sentar ao meu lado para dialogar, mesmo que por poucos minutos. Fui surpreendido por um pedido de desculpas de Frota. Estamos em campos opostos mas não precisamos conviver com o ódio”, escreveu Túlio Gadêlha na legenda de uma foto em que aparece ao lado do pesselista.

No ano passado, ao rebater um internauta que o chamou de “ator pornô”, Alexandre Frota respondeu com um “só podia ser de Pernambuco”. Após as postagens, Túlio Gadelha entrou com uma ação na Justiça contra Frota alegando xenofobia.

Dias depois, Alexandre Frota disse à coluna de Mônica Bergamo que não iria pedir desculpas. “Xenofobia é aversão a quem é de fora [do Brasil]. E os amados pernambucanos são brasileiros”, disse na época.

Alexandre Frota também afirmou que um grupo de pernambucanos o atacava com frequência na internet e que o comentário foi destinado a essas pessoas. “Faz dias que ficam me chamando de sem moral, perguntam sobre pensão e se eu tô cortando papel.”

Ainda a Mônica Bergamo, Túlio Gadelha disse que xenofobia também pode ser uma aversão étnica e cultural e que Frota precisava ter maturidade. “Ele não fala só por ele, mas pelas pessoas que votaram nele.”

Em 2017, quando Fátima Bernardes e Túlio Gadêlha assumiram publicamente o namoro, Alexandre Frota fez um comentário, em tom de chacota, sobre o relacionamento do casal em uma rede social.

“Namorado da Fátima convence a apresentadora (sic) de ir morar em um assentamento sem terra. E de entregar seu dinheiro para o MTST [Movimento dos Trabalhadores Sem Teto]”, escreveu Alexandre Frota em uma rede social.

Alexandre Frota também compartilhou imagens em que o advogado aparece em uma palestra da CUT e prints das postagens que mostram o posicionamento político de Gadêlha.

Antes de ser eleito, Túlio Gadêlha apoiou movimentos sociais como a CUT (Central Única dos Trabalhadores) e FUP (Federação Única dos Petroleiros).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here